Jogos sempre estiveram presentes em nossas vidas, desde a nossa infância até os dias de hoje. Sejam eles de tabuleiro, carta, presencial ou online, todos têm um único objetivo: entreter o jogador. A gamificação, além de entreter os usuários, também os ensina e cativa. 

O que é Gamificação?

O  termo gamificação foi criado em 2003 por Nick Pelling, programador britânico, e está sendo usado cada vez mais por conta dos avanços tecnológicos dos últimos 10-15 anos. Gamificação vem do inglês gamification, e é o uso de games/jogos afim de educar, motivar, e divertir os usuários.

Através da gamificação, se aplica conceitos de jogos em processos e no nosso dia a dia. Um exemplo disso é o uso do cartão de crédito: quanto mais você gasta no cartão de crédito, mais pontos você ganha e no final esses pontos podem ser revertidos em prêmios.

Todo jogo, seja ele analógico ou digital, apresenta 4 características, sendo elas:

  • Metas: resultados ou objetivos a serem atingidos;
  • Regras: limitações que devem ser respeitadas pelos jogadores;
  • Feedback: representado através de pontos, níveis e progresso;
  • Participação Voluntária: o ato de aceitar voluntariamente as metas, regras e feedback do jogo;

Gamificação Corporativa

Para negócios e empresas, existem muitos benefícios e vantagens em implementar a gamificação em treinamentos de funcionários. Entretanto, esse processo de implementação deve ser muito bem estudado para que seja eficaz para seus funcionários e negócio.

Deve-se fazer um diagnóstico interno da empresa e perfil dos funcionários para que a linguagem, funcionamento e configurações do game sejam adequadas. Além disso, o propósito e objetivo do uso da gamificação deve ser definido para que seja alinhado com as políticas da empresa. O mensuramento de resultados, assim como o feedback e avaliação, são necessários para que a implementação da gamificação corporativa seja bem-sucedida. 

Alguns exemplos da aplicação da gamificação nas empresas são para treinamentos corporativos e onboarding de novos funcionários. Existem diversos tipos de treinamentos corporativos, entretanto, a gamificação está sendo cada vez mais utilizada nas organizações, pois entretém e diverte os colaboradores e aumenta o engajamento deles, já que o conteúdo é exposto em forma de jogos. A gamificação para onboarding de novos funcionários também é muito eficaz, pois permite ensiná-los sobre a empresa e sua função dentro dela de uma maneira divertida e dinâmica. 

Vantagens da Gamificação

Uma das vantagens de utilizar gamificação no ambiente corporativo, é o aumento do engajamento e interesse dos colaboradores. Os funcionários ficam mais engajados com o conteúdo que está sendo exposto, pois o uso de games torna o aprendizado mais divertido e interessante. Ao utilizar a gamificação, a apresentação do conteúdo é feita de maneira mais dinâmica, de modo que seus colaboradores sejam estimulados e motivados. Essa motivação é muito benéfica para a empresa, pois o funcionário aumenta sua produtividade e vontade de alcançar metas e objetivos. 

Outro ponto importante é que a gamificação facilita a mensuração de resultados, permitindo um feedback em tempo real. Tanto a empresa como o colaborador tem acesso aos resultados do game, permitindo que a empresa avalie o aprendizado do colaborador, e que o mesmo entenda como pode melhorar. Além disso, o sistema de pontuação e ranking é um excelente método para criar uma competição saudável, onde o jogador quer superar seus próprios recordes e níveis. 

A gamificação permite que os seus usuários recebam recompensas, resultando em funcionários mais envolvidos e empenhados com o treinamento. Recompensas fazem com que o funcionário seja motivado a jogar a fim de superar desafios e obstáculos que lhe forem propostos. Dito isso, a gamificação também aumenta a performance dos funcionários e permite que eles falhem sem afetar a sua autoestima ou lucro da empresa. A gamificação, além de despertar curiosidade e promover diversão,  têm como vantagem a redução do custo e tempo dos treinamentos corporativos. 

Psicologia por trás da Gamificação

De acordo com Gabe Zichermann, expert em gamificação e autor do livro Gamification by Design, a gamificação é 75% psicologia e 25% tecnologia. Dito isso, as estratégias de gamificação são baseadas em diversos princípios psicológicos que são responsáveis pelo aumento do envolvimento, interesse e engajamento dos funcionários, como: 

  • Sentimento de realização: ao completar uma fase/nível, o usuário fica feliz pois foi recompensado pelo seu esforço e sente-se realizado. 
  • Rush de dopamina: além do sentimento de realização, essas recompensas provocam um aumento do hormônio que está relacionado com o humor, prazer e felicidade.
  • Senso de comunidade: ao promover uma competição saudável, a gamificação incentiva os funcionários a se ajudarem e evoluírem juntos. Essa colaboração e trabalho em grupo gera um sentimento positivo de realização compartilhada. 
  • Conexão emocional: as narrativas dos jogos engajam emocionalmente com o jogador, entretanto, as informações dos games tem chances maiores de ser retidas e lembradas pelo usuário.

Após aprender sobre gamificação e suas vantagens, o seu uso em corporações, e a psicologia por trás, fica claro que a gamificação tem um potencial enorme de engajar, motivar e aumentar a produtividade do seus funcionários, além de reduzir custos para seu negócio. Isso acontece porque a gamificação, se usada de maneira inteligente e eficaz, tem o poder de desencadear sentimentos positivos e otimistas para os usuários.

Deixe uma resposta