A área de recursos humanos tem um papel vital no funcionamento e posicionamento de uma empresa. Essa área que antes era responsável por processos burocráticos e técnicos, hoje têm uma enorme importância estratégica pois faz a gestão dos colaboradores.

Sua importância está em capacitar funcionários para mantê-los alinhados com a visão, missão e valores da empresa. Com isso, mantêm os colaboradores motivados, engajados e comprometidos com as metas e objetivos para que a empresa seja bem-sucedida. 

A área de recursos humanos faz planejamentos a longo prazo, podendo acompanhar a performance das equipes e colaboradores para implementar estratégias com o objetivo de melhorar o desempenho. Por fim, o RH mensura o resultado de projetos e iniciativas para metrificar a eficácia das estratégias para os colaboradores e negócio. 

A evolução da área de RH

Inúmeras mudanças aconteceram na esfera social, econômica, e política nos últimos 150 anos, o que também resultou em uma grande mudança no cenário das empresas e evolução da área de Recursos Humanos. A mudança do perfil dos trabalhadores e cenário organizacional transformaram a área de recursos humanos, acabando com a idéia de que a gestão de pessoas deve ser focada na obediência e controle. 

Além disso, os avanços tecnológicos permitiram que as funções burocráticas da área de RH fossem automatizadas, dando espaço para focarem em atrair, contratar, motivar, incentivar e desenvolver os colaboradores. Sendo assim, podemos dividir a evolução da área de Recursos Humanos em  5 fases: 

1. Fase contábil: Meados do século XIX até 1930

Com o avanço da industrialização, o foco era voltado para a padronização dos processos e das máquinas. Dito isso, o departamento de relações industriais tinha como objetivo principal aumentar a eficiência da produção com o menor custo possível. Nesta época, a conduta de trabalho era extremamente controlada e inflexível. Durante essa fase, havia a concepção de homo economicus, no qual a única motivação do homem era a recompensa salarial. 

2. Fase Legal: de 1930 à 1950

A partir dos anos 1930, legislações trabalhistas começaram a ser criadas, dando início às práticas sistemáticas e reguladas feitas pela administração de pessoal. Apesar dos documentos serem legais, essa função ainda era realizada pelos donos da empresa. 

Em 1943, houve a consolidação das leis trabalhistas (CLT), e o departamento de administração de pessoal passou a ter mais funções, como: recrutamento, seleção, admissão, e demissão dos funcionários. As tarefas deste departamento ainda era focado em tarefas estritamente administrativas, não havendo preocupação em relação às condições de trabalho. 

3. Fase Administrativa: de 1950 à 1970 

Foi na fase administrativa que nasceram os departamentos de recursos humanos nas empresas. Suas funções agora se ampliaram, sendo responsáveis não somente pelo recrutamento e seleção de funcionários, mas também pelo treinamento, desenvolvimento, e avaliação de desempenho e potencial dos funcionários.

Foi nessa fase que os movimentos operários e sindicalistas começaram. Por meio desses movimentos, os trabalhadores reivindicavam mais segurança e o fim de condições de trabalho insalubres. Sendo assim, o departamento de recursos humanos começou a ter uma ênfase mais humanística, focando mais no colaborador. 

4. Fase Estratégica: de 1970 até 1990

Com o avanços tecnológicos e aumento de competitividade entre as empresas e indústrias, as áreas de RH começaram a alinhar suas estratégias com a visão, missão e valores da empresa. 

O departamento de recursos humanos passou a ter uma função mais estratégica, passando a ser nomeado como departamento de gestão estratégica de pessoas. Questões mais técnicas e burocráticas foram automatizadas pela tecnologia, entretanto, os gerentes de RH passaram a ser agentes de mudanças organizacionais, implementando estratégias para atrair, contratar, motivar, incentivar e desenvolver os colaboradores. 

 5. Fase de Competência: de 1990 até hoje

Nos anos 90, iniciou-se a gestão de pessoas por competência, onde as instituições começaram a alinhar as competências e perfis dos seus colaboradores com determinada área ou departamento. O principal objetivo da gestão de pessoas nos dias de hoje é garantir a sucesso organizacional através de colaboradores engajados, motivados e felizes. 

Após entender a importância e relevância da área de Recursos humanos nos dias de hoje, podemos afirmar que essa área é primordial para a capacitação dos colaboradores, e fundamental para desenvolvimento e sucesso das empresas. Compreender a evolução da área é muito interessante pois mostra o quanto o contexto social, político e econômico afetaram o modo de gestão dos colaboradores. Adaptar as funções da área de RH de acordo com as mudanças sociais, avanços tecnológicos e inovações é essencial para manter a excelência da empresa. 

Conheça nossa ferramenta de gamificação para treinamentos

Deixe uma resposta