Uma das maneiras de capacitar colaboradores é por meio de treinamentos corporativos. Os treinamentos podem ser feitos de diversas maneiras: presencialmente, por meio de simulações, leitura de documentos, workshops, em grupo… As maneiras são infinitas, mas atualmente um tipo de treinamento vem ganhando destaque: o treinamento gamificado.

Se você quiser saber mais sobre os diferentes tipos de treinamentos, basta acessar esse post do blog.

Gamificação é um termo que está muito em alta atualmente e nada mais é do que utilizar elementos de games, como pontos, regras, recompensas e rankings, fora desse ambiente lúdico. 

Na área de treinamentos corporativos, a gamificação é feita em uma plataforma online, o que facilita a acessibilidade geográfica dos usuários, e quanto mais treinamentos forem realizados e quanto mais acertos o colaborador obter, mais pontos e moedas ele vai acumulando. Além disso, os jogadores são ranqueados de acordo com o número de pontos para estimular uma competição saudável.

Por se tratar de uma tecnologia, todos os resultados dos treinamentos são metrificados, sendo possível analisar em quais assuntos os colaboradores possuem mais dificuldade e qual foi o retorno do treinamento.

Ficou interessado? Então continua lendo que nós vamos te explicar como gamificar seus treinamentos. Se quiser saber em mais detalhes, baixe nosso KIT – Como gamificar treinamentos para ter acesso gratuito à um ebook e um checklist sobre o assunto.

Kit – Como gamificar treinamentos

Como gamificar seu treinamento

Ao gamificar um treinamento você precisa traçar uma estratégia que vai desde estabelecer o objetivo do treinamento até metrificar seus resultados. Por isso é importante não pular nenhum dos passos abaixo. Se quiser mais detalhes sobre como escolher a plataforma e mais detalhes sobre cada um dos passos é só baixar o nosso KIT.

1)Defina o objetivo

A primeira coisa que você deve fazer é definir um objetivo para o seu treinamento. Pense o motivo pelo qual você quer aplicar essa capacitação à seus colaboradores. Para realizar o onboarding de novos funcionários? Dar informações sobre as novas funcionalidades do produto? Aumentar as vendas?

Todo o planejamento da gamificação será voltado para esse objetivo. Portanto pense bem nele e detalhe ele o máximo possível, para você conseguir pensar nos mínimos detalhes na hora de aplicar esse treinamento.

2) Defina o público alvo

O próximo passo é definir para quem o treinamento será aplicado. Quais áreas, quais nível (estagiários, analistas, gerentes, etc.), quais unidades de negócio, região, entre outros.

Além de definir, o mais importante é conhecer esse público alvo. Faça entrevistas e veja como é o dia a dia deles, quais são as principais atividades e necessidades, se eles possuem facilidade ou são avessos a tecnologia. Isso irá facilitar a tomada de decisão em relação à escolha da plataforma e o conteúdo dos treinamentos.

3) Escolha a ferramenta

Existem algumas ferramentas para gamificar treinamentos, porém elas são diferentes entre si em relação às funcionalidades, produção de conteúdo e atividades.

Por isso, pense bem em que tipo de funcionalidades sua ferramenta precisa ter. Essa escolha deve ser feita com base nas fases anteriores. Pense de acordo com o objetivo do treinamento e as preferências de seu público alvo. Quais tipos de atividades seriam necessárias? É necessário ter uma trilha de conteúdo ou não? Você quer ter a liberdade de criar os próprios treinamentos ou quer os conteúdos prontos? 

Pense em pontos mais essenciais como os listados acima até pontos como: que tipo de avatar seria o mais adequado? Há aplicativo da ferramenta? É possível limitar o horário em que os colaboradores podem realizar os treinamentos?

4) Escolha os treinamentos que serão gamificados

Muitas vezes os gestores já possuem treinamentos prontos e desejam gamificá-los para inovar e engajar mais os funcionários, além de conseguirem metrificar melhor os resultados dos treinamentos e reduzir custos.

Nesses casos, é importante que você escolha quais treinamentos você deseja gamificar. Um ponto importante é que a gamificação é uma ótima maneira de simular a prática em um ambiente controlado.

É possível por exemplo simular uma conversa entre o vendedor e o lead, permitindo erros por parte do colaborador neste ambiente gamificado. Isso é importante também para treiná-lo para a prática.

5) Estude como transformar os treinamentos tradicionais em games

Os games são maneiras divertidas de realizar atividades do dia a dia, então os treinamentos devem refletir isso. Um dos pontos importantes para obter esse resultado é utilizar uma linguagem adequada nos treinamentos. Tente utilizar uma linguagem informal para que os colaboradores se engajem mais.

Verifique se a empresa que você contratou oferece workshops sobre a adaptação de conteúdos e criação de treinamentos. Assim, seu time consegue criar e adaptar os conteúdos com mais facilidade.

6) Faça um treinamento teste

Antes de disponibilizar o treinamento para todos os colaboradores, é importante realizar um piloto deste treinamento. Convide um conjunto de pessoas para realizar o treinamento e peça feedbacks.

Isso é importante, pois com os feedbacks, você vai saber que adaptações e mudanças fazer no treinamento. Você também pode ter insights de como realizar a comunicação aos colaboradores.

7) Estruture como fará a comunicação do novo treinamento na empresa

É importante você fazer uma comunicação sobre o novo treinamento. Essa comunicação pode ser simples porém efetiva. Listamos abaixo alguns pontos que você deve pensar na hora da comunicação:

  • Regras: comunique claramente quais são as regras do treinamento, quem poderá realizá-lo, se será possível realizar os treinamentos em qualquer lugar ou horário ou se haverá restrições, se o acesso será feito via web ou aplicativo, entre outros.
  • Data limite: até quando os colaboradores poderão realizar cada um dos treinamentos?
  • Suporte: o suporte da ferramenta será realizada pela própria empresa ou pela equipe da ferramenta contratada?
  • Recompensas: se a ferramenta tiver um sistema de recompensas, como isso funcionará? Como serão entregues os prêmios?

8) Acompanhe os dados e resultados

Por fim, a fase que talvez seja a mais importante: metrificar os dados. Por se utilizar tecnologia, todos os resultados tanto dos treinamentos em geral, quanto de cada um dos jogadores, são metrificados e armazenados.

É importante você analisar esses dados constantemente, pois assim, você consegue verificar em quais assuntos os colaboradores possuem mais dificuldade e direcionar treinamentos para cada um deles.

Além disso é importante você coletar feedbacks ao fim dos treinamentos para saber que aspectos dos treinamentos melhorar e quais manter.

Se você quiser entender mais sobre como metrificar treinamentos basta clicar aqui.


Deixe uma resposta